O AECT Rio MInho colabora com o IKFEM 2019 a través da iniciativa Concertos no Rio Minho

O festival transfronteiriço ampliará o seu programa com 4 concertos nas eurocidades Tomiño – Cerveira e Tui – Valença

 O agrupamento europeu destinou um total de 30.000 € para a dinamização de experiências culturais, como parte da acção 2 do projecto Smart Minho

O agrupamento europeu destinou um total de 30.000 € para a dinamização de experiências culturais, como parte da acção 2 do projecto Smart Minho

Através da iniciativa do AECT Rio Minho,  ‘Concertos no Rio Minho’, a VII edição do IKFEM que se celebra no próximo mês de Julho , incluirá quatro novos cenários, dois deles na eurocidade Tomiño- Cerveira e outros dois na eurocidade Tui – Valença, ampliando desta forma o âmbito territorial e o número de dias do festival transfronteiriço dedicado aos instrumentos de teclado.

`IKFEM -Concertos no Rio Miño’ será uma extensão do próprio evento e irá celebrar-se de 14 a 16 de Julho nos concelhos de Tomiño, Cerveira, Tui e Valença. O público poderá disfrutar de uma programação variada em estilos musicais, com artistas de altíssima qualidade da Galiza e Portugal, e com propostas dirigidas a todo tipo de públicos. Os espaços dos concertos serão em espaços exteriores junto ao Rio Minho: o passadiço do clube de remo de Tui; a fortaleza de Valença com vistas para o Rio Minho; os jardins do Aquamuseu de Cerveira, e o espaço fortaleza de Tomiño.

A colaboração do AECT Rio Minho com o IKFEM para esta actividade ascende a um total de 15.000 €, uma ajuda enquadrada dentro da actividade 2 do projecto de cooperação europeia Smart Minho (co-financiado ao 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) destinada à dinamização de experiências culturais conjuntas entre as duas margens do rio. O passado mês de Maio, o agrupamento já colaborou com o Encontro de Tocadores `Entre Margens’, com um financiamento similar destinado à programação artística. Graças a essa ajuda de 15.000 €,  ‘Entre Margens’ teve a sua oferta musical consolidada e incluiu pela primeira vez o concelho da Guarda na sua programação.

Junto com o AETC Rio Minho, são parceiros do projecto europeu de cooperação transfronteiriça Smart Minho, a Deputación de Pontevedra, a CIM Alto Minho e a Fundação Centro de Estudos Euro Regionais Galiza – Norte de Portugal. Smart Minho está co-financiado ao 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Interreg V-A España-Portugal (POCTEP) 2014-2020 e conta com um orçamento total de 942.022,47 euros.




O AECT Rio Minho ajuda com 15.000 euros no Encontro de Tocadores Entre Margens a través do projeto Smart Minho

Graças a esta ajuda o festival ampliará a programação musical com 8 concertos, 2 na A Guarda, 3 em Caminha e outros três a bordo do Ferryboat que une as duas vilas

 

O Encontro de Tocadores `Entre Margens’ ampliará a programação musical nesta edição de 2019 que começa na Quinta-Feira 31 de Maio, graças a uma contribuição de 15.000 euros do AECT Rio Minho, dentro do marco do projecto de cooperação transfronteiriça Smart Minho, do que o agrupamento europeu forma parte, junto com a Deputación de Pontevedra, o CIM Alto Minho e a Fundação Ceer.

Através deste acordo de colaboração o AECT Rio Minho financia ‘Concertos no Rio Minho’, um total de 8 actuações, duas na A Guarda, três em Caminha e outras três a bordo do Ferryboat que une as duas vilas completando desta forma o programa de actividades do festival transfronteiriço, com uma proposta que inclui parte do melhor folk e música tradicional da Galiza e Portugal.

Nos cenários dos ‘Concertos no Rio Minho’ poderemos ver as actuações de Sérgio Mirra, Pan de Capazo, Segue-me à Capela, Carlos Batista e Roncos do Diabo, assim como vários concertos de tocadores e tocadoras de Galiza e Portugal a bordo do Ferryboat Santa Rita de Cassia. Todos os concertos serão de entrada gratuita.

´Concertos no Rio Minho’ é uma iniciativa do AECT Rio Minho e forma parte da actividade 2 do projecto Smart Minho. Esta actividade abrange acções orientadas à recuperação e valorização do património imaterial minhoto, a organização de fóruns culturais entre agentes locais de ambas margens e a participação em festivais de música transfronteriços. Precisamente, este último ponto materializa-se neste acordo de colaboração com o Encontro de Tocadores Entre Margens já que este evento musical encaixa na perfeição com a filosofa do projecto e com o seu espírito de cooperação.

Smart Minho

São parceiros do Smart Minho o AECT Rio Minho, a Deputación de Pontevedra, a CIM Alto Minho, e a Fundação Centro de Estudos Euro Regionais Galiza – Norte de Portugal. O Smart Minho está está co financiado em 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Interreg V-A España-Portugal (POCTEP) 2014-2020 e conta com um orçamento total de 942.022,47 euros.