Xunta e CIM Alto Minho comprometem-se a trabalhar na melhoria das linhas de transporte transfronteiriças

As
principais medidas seriam
a ampliação das linhas de autocarros regionais
e a coordenação
de horarios e estações

O AECT Rio Minho acaba de ter uma reunião con representantes dos governos galego e português dentro da
convocatoria de encontros levada a cabo pela
iniciativa europea B-Solutions, que tem
por objectivo superar os obstáculos legais e administrativos
que afectam a mobilidade entre os dois países, na que também esteve presente a especialista jurídica escolhida pela Comissão Europeia,
María Gamayo.

No encontro participaram o director geral de mobilidade da Xunta de Galicia, Ignacio Maestro; o subdirector geral de ordenamento do transporte, Antón García Río; representantes da CIM Alto Minho e da
Autoridade de Mobilidade e Transporte de Portugal assim
como o subdirector de Acção Exterior e Cooperação Transfronteiriça, Xosé Lago García e o coordenador de Cooperação do CCDR-N, Nuno Almeida.

O principal acordo acatado na reunião foi o compromiso de trabalhar conjuntamente na extensão das linhas de transporte públicas procedentes de Vigo e Viana do
Castelo até concelhos
da fronteira como Valença e
Vigo, respectivamente. Desta forma também se
viu a necessidade de coordenação de horários e estações entre os concelhos de Monção e Salvaterra, Cerveira e Tomiño e Valença e Tui, de forma a
que uma linha que por exemplo chega a Monção possa coordenar-se
com uma que saia desde
Salvaterra.

O projecto Boosting Minho River Cross –
Border Mobility, depende da convocatoria da Comissão Europeia B- Solutions, uma iniciativa destinada a solucionar as barreiras de carácter administrativo e legal que se
verificam nas fronteiras em áreas
como o emprego, a saúde,
o transporte, o pluri-linguismo e/ou cooperação institucional, e está orientada principalmente a entidades públicas. O AECT Rio Minho foi uma das 20
entidades europeias que recebeu este subsidio que conta
com um
orçamento de 25.000 €.