Objetivos

image_pdfimage_print

O objetivo principal da Smart Minho é melhorar a eficácia da cooperação institucional na área transfronteiriça do rio Minho através da planificação estratégia do território comum, a partir das experiências de cooperação locais, e que sirva para dar início a experiências piloto de gestão conjunta de equipamentos, atividades culturais e de transporte que favoreçam a mobilidade entre fronteiras.

Visa identificar os projetos âncora de desenvolvimento do território, criar um plano de ação de acordo com esses projetos e implementar um processo capaz de involucrar os agentes públicos e privados na preparação do plano de ação conjunta.

A Estratégia de Cooperação Inteligente para o Rio Minho Transfronteiriço procura fomentar a criação de emprego, a coesão social e territorial e o bem-estar cidadão através de políticas de promoção, valorização e desenvolvimento dos recursos e potencialidades do território. Também procura a inovação, fomentar o empreendimento e da igualdade de oportunidades.

Objetivos prioritários

Analisar e diagnosticar as necessidades e potencialidades do território. É a primeira vez que se realiza um estudo profundo sobre os pontos fortes, fracos e complementários do território conjunto galego e português com a finalidade de estruturar o desenvolvimento estratégico que permita valorizar os recursos comuns através da cooperação transfronteiriça.

A criação do Agrupamento de Cooperação Territorial Rio Minho (AECT Rio Minho), impulsada pela Deputación de Pontevedra e pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho abarca um total de 3312 quilómetros quadrados de território e aproximadamente 376 000 habitantes.

Objetivos específicos

Conservar e valorizar os recursos existentes entres as duas margens do Minho em benefício do desenvolvimento social, económico e ambiental na área do Baixo e Alto Minho.

Potenciar a mobilidade e acessibilidade sustentável como eixo central do desenvolvimento do território, não só em relação ao transporte público, mas também em relação à mobilidade pedonal e de outros meios de transporte alternativos não motorizados que permitam reduzir o gasto energético e as emissões de gases com efeito de estufa.

Melhorar a conexão interna entre núcleos urbanos diretos de Caminha-A Guarda, Vila Nova de Cerveira-Tomiño, Valença-Tui, Monção-Salvaterra, Melgaço-Arbo, bem como a conexão com o restante território e as áreas metropolitanas de Vigo, Porto e Minho.

Gerir conjuntamente equipamentos, infraestruturas e serviços existentes e planificar, de forma conjunta, as necessidades futuras com o objetivo de compartir o seu uso para melhorar as prestações à cidadania, otimizar os recursos e fomentar a convivência.

Modernizar as infraestruturas com o objetivo de promover a poupança energética e a mobilidade sustentável.

Promover o meio rural como complemento do meio urbano e elemento criador de emprego sustentável, o turismo verde e o emprego relacionado com a inovação e o conhecimento.

Proteger e promover integralmente o espaço fluvial. ____ ________ ______________________

Fomentar a cooperação empresarial e impulsar atividades de investigação.

X